terça-feira, 16 de julho de 2013

Casos Sinistros do Rock n' Roll

Fala galera!

O Rock sempre atinge as pessoas de formas diferentes.
Falando de amor, paixões perdidas, morte, drogas, religião, queixas da vida, etc...
Mas vou relatar dois dos casos mais curiosos (pra não dizer sinistros) dentro do Rock moderno.

Demorei um pouco para encontrar informações verdadeiras, mas valeu a pena!

Natti Natti Nattramn - Banda Silencer

A banda foi formada em 1995, e foi pioneira no gênero que foi denominado "Depressive Suicidal Black Metal (ou black metal depressivo suicida)", com letras que falam sobre misantropia, suicídio e loucura, com um vocal diferente de outros estilos, meio gemido, estridente e berrado (não gutural, berrado mesmo). Nota-se que a banda nunca fez um show, e em registro existe apenas um entrevista.


A banda lançou apenas dois trabalhos, sendo o primeiro, em junho de 1998. Pierce-me (1998) continha apenas uma música, uma demo que foi gravada com o baterista Jonas Mattson (Nominon). A demo chamou a atenção selo alemão Prophecy Productions, em 1999. Neste trabalho praticam um som mais próximo do Doom / Black Metal, bem próximo de uma das bandas referências do mesmo à época, os alemães do Bethlehem.

Oficialmente existindo desde 1995, já contavam com uma história de anos antes o vocalista Nattramn teria uma inveja patológica dos alemães do Bethlehem, o que e levou-o à loucura. Neste período fizeram um vídeo para a música "Sterile Nails and Thunderbowels" , que mostra cenas com pessoas mutiladas e de sexo explícito, que são fragmentos de filme de terror experimental de E. Elias Merhige chamado Begotten.

Depois, em maio de 2000 eles gravaram o seu único álbum completo, desta vez com o baterista Steve Wolz, levaria o mesmo título do demo. Este novo trabalho contém seis músicas. A particularidade dele é a voz perceptivelmente doentia de Nattramn . Partes dos gritos entre os vocais teriam sido produzidos por Nattramn enquanto este mutilava as próprias mãos!

A primeira música do álbum, "Death, Pierce Me" ( título do álbum e de sua primeira demo, conforme mencionado) parte com uma introdução acústica suave, abruptamente interrompido pelos gritos de Nattramn. Ela tem uma das letras mais perturbadoras do disco, em que se repetem os gritos do cantor entre os vocais um incessante "corte minha garganta , corte me ".

Capa do único disco da banda "Death - Pierce Me.

A faixa seguinte é a já mencionada"Sterile Nails and Thunderbowels", considerados uma das melhores músicas do álbum, seguidas de" Taklamakan " e "The Slow Kill in the Cold" , também consideradas de destaque do mesmo disco. O álbum foi lançado oficialmente em 31 de outubro de 2001. A capa é absolutamente perturbadora: traz uma foto do vocalista Nattramn completamente ensanguentado e com uma meia cobrindo sua cabeça, o que torna difícil distinguir o rosto.

Natti Natti Nattramn, mutilou a si mesmo para conseguir um tom absurdamente agudo de voz. Todo seu corpo foi cortado com a faca, particularmente os dedos para as mãos. 
Aí que rola a "Lenda Urbana" sobre o cara: conta-se ainda que elas foram quebradas e substituído por pés de porco, mas não passa de boato. Na verdade, ele realmente mutilou as mãos, mas não a ponto de arrancá-las, e os pés de porco estão apenas presos às ataduras.


Nos créditos, Nattramn ainda agradece a muitos dos medicamentos para a depressão, esquizofrenia e outras doenças mentais que o afetavam.

Logo após a gravação de "Death - Pierce Me", o vocalista foi internado em uma instituição psiquiatrica e escreveu uma carta detalhada dizendo: "Eu vou matar meninas e ser tão famoso como Thomas Quick (famoso serial killer sueco)".

Nattramn fugiu do local, e atingiu uma menina de 6 anos de idade com um machado em um quintal em Ljungby Vattentornsskogen (província no sudeste da Suécia), e em seguida tentou fugir em uma bicicleta, quando foi pego polícia, para quem pediu que lhe matassem. O ferimento da menina esteve a milímetros seu cérebro. Mas também contam que não foi Nattramn que atacou a garota, e sim outro paciente do hospício.


GG Allin

GG Allin, nome artístico de Kevin Michael Allin, foi realmente famoso no meio musical.
Participou de mais de 20 bandas de Punk Rock, e antes do abuso severo de drogas, tinha um reconhecimento positivo no cenário, ainda mais por ser considerado um verdadeiro Punk, gravou muito material e conheceu muitas pessoas. Mas na verdade, nem foi por sua influência musical que Allin ficou famoso. Na realidade, seus shows ao vivo fariam Marilyn Manson parecer que estava apresentando Sítio do Pica Pau Amarelo.


Entrar nu no palco era comum pra ele. Se cortava com cacos de vidro (cortava com vontade), batia com força o microfone na cabeça pra se machucar mesmo, ou então enfiava no anus, defecava no palco, às vezes comia, às vezes esfregava no corpo ou então jogava na platéia. 


E em vários momentos, dizia que iria se matar no auge de um de seus shows de Halloween, e anunciava que seria em breve. Ou seja, sempre no dia das bruxas, a polícia aparecia, o prendia e nunca deixava GG realizar o show.

Capa de um dos discos de GG.

Mas nem precisou: morreu de overdose em junho de 1993.
Apesar de tudo, Allin conseguiu conquistar alguns fãs. Tanto que em seu velório, que nem parecia com um velório, GG estava semi nu no caixão, com vários discos e garrafas de bebida junto, e seus fãs tirando fotos junto com o corpo.

Bem, não é muito agradável, mas achei interessante!
E acredito que se encaixaria em qualquer creepypasta! Rs.
Em breve postarei sobre uma cantora famosa, que também teve uma história conturbada, não como esses caras aí de cima, mas uma coisa mais sombria!

7 comentários:

  1. pqp, enquanto lia até me arrepiei O.o muito foda o post, além do excelente conteúdo escrito, as imagens ainda deixam tudo mais tenso!

    ResponderExcluir
  2. Nossa,ótima publicação Bart !!!
    Já tinha lido sobre esse dois antes realmente eram dois casos passivos de tratamento psicológico,doentios demais!

    ResponderExcluir
  3. Mas que bizarro, esse cara é sinistro ao extremo. Já até senti dor aqui pensando como ele se auto mutilava.

    ResponderExcluir
  4. Matéria muito bem escrita; focou nos pontos principais dos fatos.Esses caras eram sinistros!!

    ResponderExcluir
  5. Esse último cara... comer fezes, mas que merda (literalmente). Foda Bart, curti mesmo, pode crer que ele vai estar no "Mais Best da Semana" de sábado ^^

    ResponderExcluir
  6. rockero saum tudo drogado !!!!!!!!!!!!!!!!! tem q morre mesmo !!!!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não, não são todos drogados, não generalize amigo...

      Excluir