domingo, 18 de novembro de 2012

Game Retrô - Dead Dance - SNES


Depois do lançamento de Street Fighter, ocorreu um BOOM de games de luta, desde os arcades até os consoles caseiros. Acredito que o Super Nintendo foi um dos mais agraciados com fighting games, um bem toscos, outros mais interessantes.


Exemplo disso é o game "Dead Dance" que foi lançado no Japão em 1993, e depois, nos Estados Unidos (optei por falar da versão japonesa, pois foi lançada 1º, não teve censura e não teve alterações).

Capa japonesa e capa americana: até o nome
do game os americanos trocaram...

A história do game: após a guerra que encerrou todas as guerras, no ano de 2151, pra se conquistar respeito tinha que ser na base da porrada. Um cara chamado Jado (Jade nos EUA), que possui uma armadura roxa poderosa, se denominou o 'Rei dos Reis', e controla tudo com mão de ferro do alto de sua torre.

Nem vou falar que o game é difícil paca...

Com mais alguns aliados, dominam tudo no que sobrou da Terra.
É aí que chegam quatro guerreiros, dos quatro últimos grandes estados que sobraram, pra resolver essa situação no tapa, e dar fim ao império maligno do Jado.
Ou seja, você começa jogando pra fora da torre, contra os outros personagens jogáveis, e depois começa a subir a torre, contra os chefes.

Os personagens são:


Os chefes são:


A história era meio batida, mas o game conta com algumas coisas interessantes:

- Existem três modos de jogo: Story, versus computador e versus 2º jogador.



- Você começa com seus golpes especiais normais, mas evolui naturalmente, exemplo de Syoh, que no começo sua magia é minúscula, e da metade pro final, parece um dragão de energia.

- Quando os lutadores começam a apanhar muito, aparece o sangue na cara deles, do tipo que foi malhado muito. Essa foi uma sacada legal, porque dá impressão que se for seu personagem que tá com sangue na fachada, imagina-se que a vitória foi difícil.

Mesmo ganhando, contra esse sempre
tem sangue na cara!!

Os 4 personagens tem finais prórpios, mas só no modo normal ou hard.
É meio antiquado nos dias de hoje, mas vale a pena dar uma conferida, pois é mais um game das origens dos fighting games que estão por aí hoje.

Nenhum comentário:

Postar um comentário